Atlanta, 1982: fotos raras de uma rara formação do Black Flag (provavelmente a primeira vez que “My War” foi tocada)

Rollins numa relax (Foto: Bryan Pritchard)

Rollins numa relax (Foto: Bryan Pritchard)

(9 de janeiro de 2014, uma pequena observação. O Chuck Dukowski viu essas fotos, que, de acordo com ele, foram tiradas no lendário 668 Club, e disse: “a primeira vez que tocamos ‘My War’ foi provavelmente na passagem de som antes desse show”.)

Blog resgatado depois de anos no limbo. Aliás, feliz 2014 para você que não perdeu a fé na minha vocação de – por falta de termo melhor – blogueiro.

Isto aqui está em processo de reabilitação e, enquanto preparo algumas novidades, vou aos poucos publicando coisas que ficaram guardadas, e esquecidas assim como este blog, nas minhas gavetas: entrevistas, matérias, fotos raras, vídeos…

Vamos lá.

Uns cinco anos atrás, entrevistei o Chuck Dukowski, baixista e um dos fundadores do Black Flag. Um papo bom pra caramba. Falamos desde as picaretagens do antigo parceiro Greg Ginn e o real significado de “My War” (a semi mítica música composta por ele) à criação de filhos, passando por meditação e experiências místicas com peyote.

Para ilustrar a entrevista, procurei alguns fotógrafos que poderiam ceder algumas fotos. Um deles foi o americano Bryan Pritchard, que registrou a passagem do Black Flag por Atlanta em 1982. A coisa ficou muito boa quando vi que as fotos, gentilmente enviadas pelo Bryan, eram de uma das melhores e menos duradouras formações (entre as várias) do Black Flag.

Durante seis meses, a banda foi um quinteto formado pelo chefinho centralizador Greg Ginn, o segundo em comando Chuck Dukowski, o teatral quase recém-chegado Henry Rollins, o ex-vocalista Dez Cadena e o excelente baterista canadense Chuck Biscuits.

Chuck Biscuits e sua cervejinha (Foto: Bryan Pritchard)

Chuck Biscuits e sua cervejinha (Foto: Bryan Pritchard)

Bicuists era muito bom, mas era vida loca demais para se encaixar na ética de trabalho espartana do Black Flag. Logo foi chutado da banda e substituído pelo Descendent Bill Stevenson – e mais tarde foi parar no Circle Jerks, Danzig e Social Distortion. No entanto, antes disso, esse quinteto gravou demos que muitos consideram como o grande momento do Black Flag. Essas gravações nunca foram lançadas oficialmente, mas tomou forma de bootlegs. O mais conhecido deles é The Complete 1982 Demos.

A gravação da entrevista com o Dukowski se perdeu num HD externo que queimou antes que o espertão aqui pudesse transcrevê-la. Mas aí estão as fotos que, mesmo sem muita certeza, posso dizer que são inéditas. Dê o play ali embaixo e confira as fotos. Em tempos de disco dispensável de uma reunião dispensável do Black Flag, serve como um banho de sal grosso.

Anúncios

Um pensamento sobre “Atlanta, 1982: fotos raras de uma rara formação do Black Flag (provavelmente a primeira vez que “My War” foi tocada)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s